Previous
Next

Visando implantação de abatedouro de peixes, Agronegócio visita unidade referência no município de Cássia

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Na terça-feira, dia 31 de agosto, equipe da Secretaria Municipal do Agronegócio visitou Unidade de Beneficiamento de Pescado na cidade de Cássia, sul de Minas. A proposta foi de ter uma noção geral do empreendimento, visando montar unidade similar em Uberaba e retomar o incentivo à piscicultura na região.

O titular da Sagri, José Geraldo Celani, com os diretores da pasta, Raoni Terra e Álvaro Andrade, além do chefe de Desenvolvimento Rural, Matheus Alves, estiveram na sede do abatedouro que fica no Distrito Industrial. Foram recepcionados pelo presidente da Cooperativa dos Pescadores e Aquicultores do Médio Rio Grande (Coopamorg), Sérgio Ferreira, instituição gestora da unidade, pela veterinária Renata Viana e pelo extensionista da Emater, Evaldo da Costa.

De acordo com Celani, a visita à unidade foi uma sugestão da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), que a classifica como referência em Minas. “A unidade, com cerca de 300 m² de construção, funciona desde 2019, com capacidade para beneficiar até 5 mil quilos/dia”, destacou o secretário, realçando a disposição dos cômodos que segue uma linha de produção (recepção do pescado, limpeza, processamento, armazenamento e vendas). Outro ponto que chamou a atenção, frisou, é obtenção direta do selo do Serviço de Inspeção Federal SIF e não o certificado municipal, o que possibilita à Coopamorg vender os peixes para outros estados.

José Geraldo Celani enfatizou que a visita proporcionou à equipe da Sagri ter uma noção geral do investimento, sendo que o próximo passo é o de montar o projeto de Uberaba, tanto no que se refere à estrutura do abatedouro de peixes como captação de recursos para bancar a obra, devidamente equipada. A intenção, segundo o secretário, é de seguir os moldes do miniabatedouro de frangos em São Basílio, com o Governo Municipal auxiliando apenas na fase inicial do processo, e a direção e caminhos da unidade ficando a cargo da associação dos pescadores.

Celani adiantou que paralelamente ao projeto, a Secretaria do Agronegócio pretende retomar incentivo aos pescadores e aquicultores da região, sobretudo aos integrantes da Agricultura Familiar, que é uma prioridade do atual Governo Municipal.

“Primeiro, precisamos catalogar o grupo. Quantos são, onde estão, o que produzem. Depois, auxiliar na formação ou retomada da associação da categoria e, por fim, envolvê-los e colocá-los à frente do projeto de termos, aqui, a nossa unidade de beneficiamento de pescado”, ressaltou o secretário, apontando agilidade nestas ações.

Como meio de incentivar os pescadores da agricultura familiar, o titular da Sagri avaliou retomar a construção de tanques escavados no Município, através da equipe motomecanizada. “A princípio, faríamos a recuperação de dezenas de tanques que foram abandonados, sobretudo, diante da falta de uma unidade processadora e, consequentemente, de mercado comprador”, relatou.

Em Uberaba, a estimativa é de que haja em torno de 30 produtores de pescado.

Confira outras notícias: