Previous
Next

Pedra da Ceasa abre semana com mercado operando estável

Compartilhe este post

As comercializações na pedra da Ceasa de Uberaba, nesta segunda-feira, dia 5, foram marcadas por estabilidade nos preços dos hortifrutigranjeiros. Entre as exceções, o quiabo baixou 25%.
De acordo com o diretor de Abastecimento na Secretaria do Agronegócio (Sagri), Deyvid Carvalho, 23 produtores participaram das vendas na Pedra, neste começo de semana. Eles ocuparam 35 espaços no galpão da Ceasa.

Já o mercado, disse o dirigente, operou estável. Dos 18 hortifrutigranjeiros mais vendidos, 13 mantiveram os preços da última semana. Foram os casos da batata lisa – R$340,00 a saca com 50 quilos, cenoura – R$140,00 a caixa, abobrinha menina – R$130,00, mandioca – R$100,00, beterraba e cebola – R$90,00, cada e repolho – R$80,00 o engradado com 30 quilos.

Estabilidade de preços também para a maioria das frutas, como laranja pera rio – R$70,00, melão – R$54,00, banana prata – R$143,00 e a nanica – R$50,00 a caixa com 18 quilos. As duas principais folhosas, alface e couve, seguiram com os preços da última cotação. Alface – R$45,00 a dúzia e couve – R$36,00.

As quedas mais acentuadas foram quatro. A principal, do quiabo. O produto caiu de R$80,00 para R$60,00 a caixa, numa redução de 25%. Já a vagem baixou de R$200,00 para R$180,00, jiló reduziu R$10,00, de R$60,00 para R$50,00 e, por fim, o mamão formosa que caiu de R$58,00 para R$55,00 a caixa.

Por outro lado, houve uma única alta com destaque. O tomate que subiu de R$100,00 para R$120,00 a caixa com 22 quilos. Majoração de 20%.
As comercializações na Ceasa de Uberaba serão retomadas na quinta-feira, dia 8. Por lá, os trabalhos têm início às 5 horas.

Confira outras notícias: